Minimoog model D

Desde a sua introdução no final da década de 1960, o Minimoog tem sido cultuado por músicos e produtores, de Rick Wakeman a Keith Emerson, de Rita Lee (Mutantes) a Wendy Carlos.

Historicamente, o Minimoog é considerado o primeiro sintetizador compacto para músicos, acessível, simplificado e baseado no sistema do Moog modular, o Minimoog tornou-se durante a primeira metade da década de 1971 o sintetizador mais popular. Antes do Minimoog, sintetizadores foram construídos sob encomenda, exigindo grande quantidade de conhecimento técnico para ser capaz de criar som. O Minimoog mudou tudo isso, reduzindo e simplificando os parâmetros sem perda de qualidade, e, assim, o Minimoog foi o primeiro sintetizador a aparecer nas prateleiras das lojas de música em todo o mundo.

Com design impactado, o Minimoog é provavelmente o mais famoso sintetizador do mundo por seu excelente som analógico, e, sem dúvida, possui um dos melhores filtros já incluídos em um sintetizador portátil. Ele apresentava três osciladores (um dos quais pode ser usado como um LFO) que podem ser ajustadas individualmente.

 

O Minimoog é monofônico (somente uma nota pode ser tocada de cada vez, não permitindo formação de acordes), e os três osciladores permitem parâmetros variados e vastos, possibilitando criação de sons incrivelmente ricos - três osciladores sintonizados cada um facultando regulagens de formas de onda diferentes, que podem criar alguns sons analógicos  gordos. Há também algumas possibilidades muito interessantes de modulação quando usando um dos osciladores como LFO.

O Minimoog usa um filtro by-pass com corte (4 pólos, 24 dB / oitava) , ressonância, ADSD do envelope, e acompanhamento de controles de teclado. O projeto do filtro de Bob Moog ainda não foi superado.  É um filtro que soa tão quente e suave que o rival mais famoso da Moog, a ARP, tentou copiá-lo para os seus 2600 e Odysseys. Cada parâmetro ajustável é tão claramente definido no painel frontal que o Minimoog se tornou didático. Ele ainda tem um gerador de som ajustado em 440 Hz, facilitando a afinação geral, pois não podemos esquecer que sintetizadores analógicos pode apresentar instabilidade de afinação. Outra importante ferramenta é a entrada para execução de áudio externo através de filtros do Minimoog, com inclusão de modulação e circuitos amplificados.

EVO

LUÇÃO

LANÇAMENTO
1971
TECLAS
44
UNIDADES VENDIDAS
10.000
OSCILADORES
3

Modelo-A Protótipo - Construído em 1969, esta versão mais se assemelha ao modular Moog, ​​mas de uma forma muito compacta. No seu caso, de madeira, seis módulos concebidos foram internamente dispostos em conjunto e ligado a um pequeno teclado.  Muitos rótulos foram digitadas em papel e gravado para o painel frontal acima dos botões.

 

Modelo-B Protótipo - Construído em 1970, o esquema modular foi eliminado, e os componentes foram reunidos por um painel frontal. As três secções VCO idênticos foram dispostos em cima uns dos outros do lado esquerdo. O lado direito ficou com a amplitude e os controles de contour filter. A seção do meio dispunha o ruído, filtro (cutoff, res) e os controles de ajuste geral. Houve até um interruptor na parte da frente.

Modelo-C Protótipo - Construído em 1970, esta versão realmente começa a parecer um Minimoog. O layout da esquerda para a direita é familiar quanto aos controladores, oscilador Bank, Mixer, modificadores e seções de saída e pop-up do painel frontal. O Modelo-C foi fotografado para o original Flyer de vendas, introduzindo o Minimoog, embora nesse folheto foi referido como o Model-D.

 

Model-D Protótipo - Construído em 1970, quase que imediatamente após o Model-C. Mais alguns ajustes para o design do painel frontal trouxe os últimos retoques finais, antes de se preparar para a produção comercial do Model-D.

 

Model-D - construído em 1971, mais alguns ajustes de design (como a adição de alguns interruptores vermelhos e adequado pitch-

bend, além das rodas de modificações) e o Model-D foi o Minimoog vendidos ao público. Curiosamente, existem três versões do modelo-D, com algumas variações muito pequenas e principalmente estéticos.

Desvendando o Minimoog model D
Informações colhidas do próprio manual do usuário
fornecido pelo fabricante, em tradução livre
©2016 MOOG MUSIC INC. | 160 Broadway St. Asheville, NC 28801
Moog is a registered trademark of Moog Music Inc.
Minimoog is a registered trademark of Moog Music Inc.
The Moog Wordmark is a registered trademark of Moog Music Inc.
The Moog Icon is a registered trademark of Moog Music Inc.
All rights reserved to Moog Music Inc. on all text & graphics here within.
Phone: 828.251.0090
Email: info@moogmusic.com
Website: www.moogmusic.com
The Minimoog Model D Is Handcrafted With Care By Employee-Owners In Asheville, NC

O teclado do Minimoog Model D possui 44 teclas, ou três oitavas e meia, de F a C.

 

Ao se tocar uma nota, transmitir-se-á informações de tensão de controle aos osciladores, mediante rastreamento das informações ao filtro , com acionamento dos dois geradores de envoltória (ADSD). Os teclados originais utilizados na década de 1970 há muito desapareceram, então um novo teclado Fatar TP-9 passou a ser utilizado.

Este novo teclado apresenta recursos que há muito tempo são desejados, sem comprometimento da integridade do instrumento.

 

O teclado agora pode transmitir Informações MIDI, gerar sinal de tensão de controle de velocidade e também contém controle de sinal de tensão de pós-pressão. Esses sinais de controle adicionais estão disponíveis como saídas CV no painel superior, além das saídas analógicas cv e gate.

DICA: Usando os comandos de inicialização, o desempenho do teclado pode ser personalizado. Por exemplo, tradicionalmente, o Minimoog Model D utilizava como prioridade a nota mais baixa, porém, agora isso pode ser definido como prioridade da última nota.

GERAÇÃO

DE SOM

Nos sintetizadores analógicos, cada conjunto de circuitos executa um trabalho específico; cada oscilador, filtro e contorno.


O gerador é um módulo independente.

 

O Minimoog Model D conecta esses módulos
internamente usando sinais de áudio e sinais de controle. Sinais de áudio são os sons que se ouve emanado dos circuitos do instrumento.

Os sinais de controle modificam as configurações desses circuitos, fornecendo tensão de controle continuamente variável, que é a base da tensão controlada do sintetizador.

 

Um tipo adicional de sinal de controle é conhecido como Gate ou V-Trigger, que é simplesmente usado para iniciar um evento. Assim, pressionar uma tecla envia uma tensão de controle para os osciladores para

alterar o tom, e também envia um sinal de Gate para acionar a quantidade de volume e do do filtro dos geradores.

 

Pontos de correção adicionais são fornecidos no na parte superior do painel para expandir a funcionalidade do Minimoog Modelo D e permitir a comunicação com outros equipamentos com controle de tensão.

EXPERI

MENTO

RECURSOS &

CONTROLES

Pra quem não é familiarizado com a síntese subtrativa analógica, ou com o Minimoog Model D, alguns experimentos rápidos são recomendáveis para apresentação dos principais componentes de criação de som e suas funções.

 

Inicialmente defina os controles do painel frontal do Minimoog Modelo D, como mostrado acima, ignorando todos os knobs ou interruptores que não possuem valores indicados no diagrama. 

Essas configurações isolam o oscillator - 1 e o encaminha pelo filter.  

Pode-se utilizar o knob range do oscillator-1 para selecionar diferentes configurações de oitavas, e o knob waveform para ouvir o conteúdo harmônico distinto de cada forma de onda.

Na seção filter, experimente as configurações do knob cutoff frequency e emphasis para sentir como afetam cada uma das diferentes formas de onda do oscilador.

Para tornar o som menos parecido com o de um órgão, ligue primeiro o interruptor decay localizado acima do pitch e a roda mod na extremidade esquerda do instrumento.

Experimente as regulagens dos knobs attack time e dacay time no loudness contour.

O filter possui seus próprios botões attack time e decay time. No ajuste destes valores, pode ocorrer de se tornar necessário o aumento do valor do amount of contour para se conseguir ouvir o efeito.

 

Interessante, enfim, continuar a exploração dos knobs filter cutoff e emphasis à medida que são alteradas as configurações.

OSCIL

LATORS

VISÃO GERAL


O Minimoog Model D é sintetizador analógico monofônico independente e portátil, e descende diretamente dos sintetizadores modulares Moog, que, portanto, o precederam.

 

Os principais componentes:


• Oscillator-1
• Oscillator-2
• Oscillator-3
• Noise Generator

• LFO Modulation Oscillator

• Audio Mixer

O painel frontal agrupa esses elementos e controles por tipo: controllers, oscillator bank, mixer, modifiers e output.

 

Todos esses elementos são controlado por meio de botões e interruptores de funções únicas.

 

Assim como seus ancestrais modulares, o Minimoog model D é também construído de circuitos  independentes conectados por vias de áudio e linhas de controle, no entanto, no lugar dos cabos de conexão (patches), utiliza interruptores codificados por cores para estabelecimento das conexões entre esses elementos ou módulos dos circuitos,.

Os interruptores são os seguintes:

 

  • laranjas: conectas os módulos aos seus destinos.

  • azuis: ligam e desligam as fontes de áudio.

  • brancos: ativam e desativam os recursos de desempenho.

  • pretos: selecionam as fontes de modulação.

OSCILLATORS

Os osciladores são a principal fonte de som de um sintetizador analógico.

O modelo Minimoog D contém três osciladores quase idênticos, de modo que cada tecla ao ser pressionada pode dispará-los simultaneamente - cada um com sua própria configuração de waveform, octave (range) e pitch - possibilitando criação de som profundo e complexo. O Mixer controla o equilíbrio entre os osciladores.

WAVEFORM


Pode-se selecionar para cada oscilador seis formas distintas de de ondas, as quais, porém, não são disponibilizadas de modo uniforme, pois alguns osciladores contém formas diferenciadas em relação oos outros. Cada forma de onda contém teor harmônico peculiar, considerando as facetas pares e ímpares, de tal sorte a conferirem timbres e nuances específicos ao som que se deseja produzir, com mais vigor, ou mais suave, com mais poder e ousadia, ou então preferindo-se adotar sonoridade mais leve e tímida. 

FREQUENCY

Os osciladores 2 e 3 estão equipados com reguladores de frequência, que pode ser usado para desafinação desejada do tom do oscilador .

 

Desafinações sutis podem criar rico e emocionante efeito, e ajustar os osciladores em determinados intervalos (por exemplo, quinta perfeita acima, ou quarta perfeita abaixo, etc.) pode fornecer poderosa voz para tocar passagens principais ou criar acordes.

TUNE


A afinação do oscilador-1 é determinada pelo
botão tune principal, localizado na parte superior do Painel de controle,

 

 

RANGE


Knobs de intervalos de oitavas para cada um dos osciladores. A sexta configuração (LO) reduz o tom além disso, permitindo que o oscilador seja usado para outros fins, como fonte de modulação.

MODI

FIERS

MIXER &

NOISE

PAINEL

ESQUERDO

CONTROL

LERS

TRIÂNGULO


A onda do triângulo tem um fundamento extremamente forte, mas contém apenas harmônicos de números ímpares e
em níveis muito baixos. Isso torna esta forma de onda a escolha ideal para criar sons suaves e semelhantes a flautas, que tenha tom puro e com pouca atividade de harmônicos.

DENTE DE SERRA


Mais harmonicamente densa das formas de onda, contendo todos os harmônicos naturais em níveis relativamente fortes. Além de criar sons poderosos e ousados, a forma de onda é muito utilizada para criar sons de leads e de contrabaixos.

DENTE DE SERRA REVERSO


Apresenta sonoridade semelhante à onda dente de serra, e foi incluída apenas para o oscilador-3 como opção para a hipótese de sua utilização como fonte de modulação.

PULSO 1 | QUADRADO


O conteúdo harmônico de uma onda de pulso é baseado na largura da metade superior da onda em relação à a metade inferior, também conhecida como ciclo de serviço. Na onda quadrada, a largura dessas duas partes são iguais. Como na onda triangular, a forma de onda quadrada contém apenas harmônicos de número ímpar, mas com maior energia. Uma onda quadrada fornece um rico ponto de partida para sons semelhantes a cordas.

PULSO 2 | RETÂNGULO
 

À medida que a onda de pulso muda de quadrado para retangular, são introduzidos harmônicos pares, e a mistura harmônica geral é alterada. O amplo retângulo forma a base para sons ocos e irregulares.


PULSO 3 | RETÂNGULO ESTREITO


À medida que a onda de pulso continua a se estreitar, harmônicos de menor número - ímpares e pares - são enfatizados. O timbre resultante assume um tom mais anasalado.

TRIÂNGULO E DENTE DE SERRA


Essa forma de onda é híbrida, porquanto contempla as formas triangular e dente de serra, e não está disponível para o oscilador-3. Contém mais harmônicos com energia do que apenas na onda triângulo, e adiciona alguns dos harmônicos pares, mas não é tão impetuoso quanto a onda dente de serra isolada. De qualquer modo, essa forma de onda híbrida pode adicionar um pouco mais de nuance do que a trinagular apenas, permitindo obter uma mistura com um pouco mais de clareza.

DICA: a mistura de uma onda triangular de um oscilador com a onda mais complexa de outro (oscilador( permite enfatizar base harmônica específica sem adicionar conotações indesejadas.

O Minimoog Model D contém várias fontes de modulação que podem afetar os oscillators ou o cutoff frequency. Nesse sentido, o Minimoog Model D foi modificado a partir de seu design original, de tal modo que dois interruptores pretos foram adicionados a esta seção.

Cada interruptor seleciona entre duas fontes de modulação, enquanto o knob modulation mix controla o equilíbrio entre eles.

 

No final, a roda de modulação (localizada no painel do teclado do lado esquerdo) controla a quantidade de modulação aplicada aos osciladores  ou ao filtro.

NOISE | LFO

 

Essa opção  é utilizada para escolher a fonte de modulação atribuída à posição horária do botão modulation mix. Se esta opção for configurada como noise, o noise generator será designado como fonte de modulação.


O interruptor noise localizado na seleção  mixer determina que tipo de ruído será usado para modulação. Quando white noise é selecionado, pink noise se torna a fonte real de modulação. Quando pink noise é selecionado, red noise a fonte real de modulação. Na posição LFO, o LFO adicional localizado no painel esquerdo ao teclado é usado como fonte de modulação. É ideal para vibratos e trinados quando todos os três osciladores estão em uso.

OSC. 3 | FILTER EG

Essa opção no lado inferior esquerdo do painel controllers é utilizada para escolha da fonte de modulação atribuível à posição anti-horário do botão modulation mix. Se a opção configurada for OSC. 3, permitir-se-á que o oscilador–3 seja utilizado como fonte de modulação, o que se vê muito comumente na prática.

 

Na posição FILTER EG, a forma definida pelos knobs de volume (level) de attack time, decay time e sustain do filter contour, é utilizada como fonte de modulação.

 

O filtro EG é uma ideal fonte de modulação para criar sons analógicos de instrumentos de metais e de percussão.

MODULATION MIX


Este botão define o equilíbrio entre as fontes de modulação selecionadas usando o OSC.3 | FILTER EG e interruptor NOISE | LFO. Com o knob modulation mix totalmente girado no sentido anti-horário, apenas a fonte de modulação selecionada pela chave OSC.3 | FILTER EG será aplicada. Se o knob for girado totalmente no sentido horário, apenas a fonte de modulação selecionada pela chave NOISE | LFO será aplicada. Na posição central, portanto, as duas fontes de modulação selecionadas serão aplicadas igualmente.

DICA: A posição noise também pode ser utilizada para introduzir uma fonte de modulação externa via mod. src.  (modulação fonte) no painel superior. A inserção de um cabo padrão de 1/4 neste conector interrompe os padrões de conexão, e qualquer tensão de controle externo pode ser usada como fonte de modulação. 

 
 

RODA PITCH


Localizada ao lado da roda mod, a roda pirch oferece desempenho em tempo real de controle de dobra da afinação dos oscillators, como um guitarrista a dobrar uma corda ou um sax.  O usuário pode dobrar a palheta para alterar o tom de uma nota.  A posição zero da roda pitch é no
centro, permitindo que o tom seja dobrado aguçado ou não.  O deslize permite que o tom mude de maneira suave e contínua à medida que uma nota é passada para outra.


NOTA: A roda pitch no Minimoog Model D não possui retorno por mola, mas possui um detentor central.

INTERRUPTOR DECAY


Na posição on, a última nota tocada continuará a soar à medida que desaparece com o corte do filter.

LFO RATE

 

Localizado no painel esquerdo, o knob LFO rate define a velocidade ajustável para a fonte de modulação LFO (oscilador de baixa frequência). Normalmente, utiliza-se onda triangular para o LFO .

RODA MOD


Oferece controlador de desempenho em tempo real que pode ser aplicado às fontes de modulação selecionadas usando os interruptores OSC.3 | filter EG e noise | LFO, de acordo com a mistura utilizada no knob modulation mix. O interruptor scillator modulation entre o painel controllers e oscillator bank deve estar na posição on para aplicação da modulação para o campo do oscilador.

O interruptor filter modulation deve estar na posição on para aplicar modulação à cutoff frequency.

 


OBSERVAÇÃO: a roda mod não transmite ou recebe mensagens MIDI devido ao seu tradicional desenho padrão.

INTERRUPTOR DE GLIDE


Ativa e desativa o efeito glide.

KNOB GLIDE


Determina a quantidade de tempo necessário para transição de uma nota para a próxima.

O mixer define os níveis de volumes de todas as cinco fontes de áudio do Minimoog Model D, isto é, dos três oscillators, do noise e do external imput. A saída combinada do mixer passa depois pelo filter e finalmente chega à saída de áudio.

 

Além de knobs de volumes dedicados, cada fonte de áudio também inclui interruptores on | off, que  permitem que qualquer fonte seja rapidamente removida da mixagem enquanto se preserva a posição do knob correspondente, que pode ser útil ao definir a afinação de cada oscilador.


Os volumes dos oscillators são auto-explicativos, no entanto, os volumes do external imput e noise requerem explicação extra.

NOISE


O noise pode ser uma fonte sonora desejável, isolado ou misturado com outras fontes. Pode ser usado para criar qualquer coisa, do lançamento de um foguete ao sopro sutil de um som de flauta. Além do knob volume, existe interruptor para selecionar o ruído, se white ou pink. O primeiro contém todas as frequências audíveis em níveis de amplitude iguais, como se luz branca fosse. o segundo (pink) contém energia igual em cada banda do espectro de áudio e é percebido como tendo mais componentes de baixa frequência. Desta forma, é possível fazer a seguinte analogia: white noise como se fosse o som estático da TV, e o outro como águas de uma cachoeira batendo nas rochas abaixo.

EXTERNAL INPUT VOLUME


Uma fonte de áudio externa pode ser introduzida utilizando-se o ext. conector imput signal, localizado no painel superior. O volume do sinal externo é controlado usando este botão.


Se nenhum cabo estiver conectado ao ext. conector imput signal, a saída principal de áudio será atenuada levemente e depois padronizada para o caminho do sinal de entrada externa. Nesse caso, o sinal de saída principal será enviado de volta para a entrada do mixer. Aumentando-se o volume do external input demasiadamente, o mixer pode sobrecarregar, introduzindo níveis variados de sobrecarga ou distorção. Quando isso ocorrer, a lâmpada indicadora overload acenderá. Nesse caso, o volume do external input será o volume de saída principal, o que significa que o botão main output volume afetará a quantidade de sobrecarga, além do knob de volume external input.


OBSERVAÇÃO: Sem cabo conectado à entrada ext. input signal, se os controles volume e main output aumentaram totalmente, é possível sobrecarregar o mixer para o ponto em que apenas um som será ouvido, todavia, sem danificar o instrumento.


O Minimoog Model D está equipado com o tradicional e famoso ladder filter, com resposta de frequência de 10Hz a 32kHz. componente crítico e fundamental para produção dos espessos, fortes e poderosos sons. Quando uma tecla é pressionada, o conteúdo harmônico acima do cutoff frequency é reduzido pelo filtro a uma taxa de 24dB por oitava.

O Minimoog model D possui dois geradores de contorno ou envelope. O primeiro fornece sinal para alteração do filtro cutoff frequency ao longo do tempo, e o segundo fornece sinal para alterar o volume ao longo do tempo.  Um altera o filtro de corte de frequência e o outro altera o volume do som.  Em ambos os casos, tais comandos contém três knobs principais: attack time, decay time e sustain level.

CUTOFF FREQUENCY

Os conteúdos harmônicos abaixo da frequência de corte (cutoff frequency) passam livremente sem ser afetados. Esta é a base da síntese analógica subtrativa, isto é, cria-se um sinal de áudio por meio de geradores de som (osciladores), após subtrai-se harmônicos nas frequências desejadas, e, finalmente, lapida-se o sinal por meio de controles de envelopes (ADSR).

 

A frequência de corte pode ser definida manualmente usando o knob cutoff frequency. À medida que é fechado o knob cutoff frequency, o som será percebido como mais escuro porquanto as frequências mais graves se sobressaem, enquanto se aumenta o corte, criar-se-á um som progressivamente mais brilhante, prevalecendo as frequências mais agudas.

EMPHASIS


Geralmente chamado de ressonância, retira uma parte da saída do filtro e reenvia para a entrada do filtro, criando pico de ressonância que ocorre no ponto de corte do filtro de frequência. Ao girar o knob para cima e abaixar o cutoff frequency, o filtro pode ser coaxial para um estado auto-oscilante, atuando como um oscilador de onda senoidal cujo tom pode ser controlado ou reproduzido através do teclado usando os interruptores keyboard control.

AMOUNT OF CONTOUR


Determina a quantidade de sinal criado pelo filter contour que será aplicado para alteração do sinal ao passar pelo filtro cutoff frequency ao longo do tempo.

INTERRUPTOR FILTER MODULATION

 

Quando ligado, a frequência de corte do filtro pode ser modulada pelo noise generator, assim como pelo filter contour, Oscillator 3 e LFO (Oscilador de Baixa Frequência). A fonte e quantidade de modulação são definidas pelas configurações dos controllers e pela posição da roda mod.

INTERRUPTORES KEYBOARD CONTROL 1 & 2


Permitem que a nota seja tocada para afetar a frequência de corte do filtro, um processo também conhecido como rastreamento de teclas. O interruptor keyboard control 1 fornece 1/3 da quantidade total de rastreamento, e o outro o restante, e os dois juntos a totalidade.

CONFI

GURAÇÕES

OUT

PUT

Os contours controllers fornecem uma maneira de adicionar articulação ao som do sintetizador. O Minimoog model D possui dois geradores de contorno ou envelope. Um fornece um sinal para mudar o filtro cutoff frequency ao longo do tempo. O segundo fornece possibilidade de alterar o volume do sinal de áudio ao longo do tempo. Em ambos os casos, são três os controles principais para cada um: attack time, decay time e sustain level.

 

O sinal de áudio filtrado é enviado para o amplificador, passando antes por um gerador de envelope do tipo ADS (attack, decay e sustain), que é uma versão mais simples do tipo ADSR (attack, decay, sustain e release). No sistema ADS, o valor do decaimento (decay) é replicado no modo repouso (release), de modo que no minimoog model D existem apenas três knobs para controle de qutaro parâmetros do som.

O filtro e o amplificador possuem geradores de envelope ADSD (Attack-Decay-Sustain-Decay) independentes. A saída do terceiro oscilador ou gerador de ruído pode ser roteada para controlar a entrada de voltagem dos filtros ou osciladores. A quantidade de modulação de afinação ou filtro é controlada pela roda mod. Dessa forma, pode ser utilizada para controlar a afinação (modulação do oscilador) ou mesmo o conteúdo harmônico, isto é, modulação da frequência de corte do filtro.

FILTER CONTOUR

 

ATTACK TIME

Define o tempo necessário para o aumento do filtro cutoff frequency desde a configuração manual até o nível máximo determinado pelo knob amount of contour, ao se pressionar uma tecla, ou se  receber externamente um sinal.

 

DECAY TIME

 

Define o tempo necessário para redução do do nível de cutoff frequency alcançado pelo estágio anterior (attack time),  até controle pelo sustain level. Também pode controlar a quantidade de tempo necessário para o filtro retornar à sua configuração manual após a tecla ser liberada (ou após o término de um sinal externo). Esta função é ativada pelo interruptor decay localizado no painel esquerdo ao teclado.

SUSTAIN LEVEL


Após a conclusão das etapas de ataque e decaimento, o Gerador de Contorno do Filtro reterá as frequência de corte no nível determinado pelo knob sustain level pelo tempo que uma teclada se mantiver pressionada.

LOUDNESS CONTOUR


ATTACK TIME


Define o tempo necessário para aumento do
volume do sinal de zero até o máximo, ao se pressionar uma teclado ou recebimento de um sinal externo.

 


DECAY TIME

 

Define o tempo necessário para redução do volume do sinal desde o nível máximo alcançado pelo estágio anterior, até o sustain level. Também pode controlar a quantidade de tempo necessária para que a nota desapareça completamente após uma tecla ser liberado (ou após o término de um sinal externo). Também aqui esta função é ativada pelo interruptor decay localizado no painel esquerdo ao teclado, como já visto.

 


SUSTAIN LEVEL


Mantém o nível de volume pelo tempo que uma teclada se mantiver pressionada.

 

A seção output é dividida em três funções, isto é, main output (com interruptor independente), phones - ambas com controles independentes de volumes - e A-440.


O knob volume do main output determina o nível do sinal enviado para as saídas de áudio high e low no painel superior, considerado que o sinal de saída low é 30 dB mais baixo que a saída de nível high.

 


INTERRUPTOR MAIN OUTPUT


Essa chave pode silenciar rapidamente a saída principal do instrumento sem precisar regular o knob de volume para zero, permitindo que seja utilizada a saída phone para ajustes particulares durante uma apresentação ao vivo.

 


INTERRUPTOR A-440

 

Um sintonizador de referência de frequência de 440 Hz foi incorporado no Minimoog Model D, e a utilidade é oferecer maneira conveniente de manter todos os os osciladores em sintonia, o tempo todo.

PHONES JACK


Embora o Minimoog Modelo D seja monofônico, o conector PHONES é um conector TRS estéreo de 1/4 ”, entregando o mesmo sinal para os dois ouvidos.


DICA: Silencie a saída principal e use um par de fones de ouvido para monitorar o Minimoog Model D para preparação do próprio som ou verificação da afinação.

VOLUME DO PHONES


Determina o nível do sinal enviado ao conector PHONES. Este botão opera independentemente do botão main output volume.

MIDNIGHT FUNK

AIR BASS

SAWYER = BASS

KRAFT BASS

DARK TOMS

VERY BAD PLACE

ROOM-SNARE

HI-HAT

DRONING BRASS INTRO

BRIGHT & RUDE

STEEL WOUND

FUZZ LEAD

TRI KICK

ABANDONED PLANET

BUBBLE BASS

3-SQUARE LEAD

FREQY

JURASSIC LOVE

TORNADUS

PLAY

LIST

O Minimoog é responsável por alguns dos sons mais quentes produzidos por sintetizadores analógicos, desde os leads até os contrabaixos bem pesados.

Muitos músicos o utilizados ao longos dos anos, e ainda até hoje é levados aos palcos e estúdios. 

Destaca-se The Chemical Brothers, The Orb, Kraftwerk, Jan Hammer, Nine Inch Nails, Vince Clarke, Gary Numan, Add N To (X), Rick Wakeman, 808 State, Air, Future Sound of London, Bushflange, Chick Corea Überzone, Depeche Mode, Recoil, Tangerine Dream, Mouse on Mars, Apollo 440, Ultravox, Dave Holmes, Jean-Michel Jarre, George Duke,

Blondie, Rush, Toto, Jimmy Edgar, Keith Emerson, Sim, Vangelis, Pink Floyd, Joe Zawinul e Herbie Hancock .

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Twitter
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Pinterest

©2014 Renato Moog™ | www.facebook.com/renatomoog | studioraindrops@gmail.com | Produção musical | Sintetizador | Órgão | Piano | Sampler | Sequencer | Midis |Produção de Vídeo | Música para Filmes e Televisão | Música para Marcas e Negócios | Música para Video Games e Desenhos Animados | Blog | Partituras | Raindrops studio™ 2013 |  ID analytcs  |